Mulheres africanas: o colorido de suas vestimentas.

Elena Teixeira Porto, Viviane Costa Corrêa, Adelmir Fiabani

Resumo


As mulheres, em geral, foram muito pouco estudas ao longo dos tempos. No entanto, sobretudo nas últimas décadas, seus estudos têm sido mais frequentes e a historiografia tem dado mais espaço aos assuntos de gênero.  Realizamos uma pesquisa sobre as mulheres africanas e suas vestimentas, onde buscamos analisar como elas se vestem, levando em consideração a simbologia das cores e as mudanças de costumes de tribo para tribo. A partir da pesquisa sobre as vestimentas femininas africanas, realizamos uma oficina com a confecção de bonecas tipicamente vestidas representando as mulheres africanas. Usamos a confecção de bonecas como uma forma lúdica de trabalhar com crianças e adolescentes. Acreditamos que a forma de ligação entre as mulheres e as vestimentas, através das bonecas, foi bem aceita entre os alunos e professores do Instituto Estadual de Educação Odão Felipe Pippi, pertencente ao município de Santo Ângelo. Durante a oficina, fomos questionadas e notamos que os alunos procuraram mais informações sobre o referido assunto. Nesse sentido, percebemos o quanto foi importante esse tipo de análise para o nosso crescimento individual e como podemos colaborar para a melhoria da Educação, sobretudo, na implementação da Lei 10.639/03. Concluímos que há várias maneiras de inserir os estudos africanos nos currículos escolares, principalmente através do lúdico, tornando as aulas mais atraentes e prazerosas.

Palavras-chave


África; gênero; vestimenta; lúdico; Educação.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.